quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Primavera em mim - Parte II

Acordei sozinha, ainda de madrugada, dormindo sobre as provas daquela noite inesquecível. Levantei, entrei no meu apartamento e deitei na minha cama, que somente agora me pareceu grande demais só para mim.
Na manhã seguinte, a campainha não tocou e uma flor não me deu bom dia. A priori, me preocupei, mas depois pensei que talvez houvesse dormido demais. Uma semana se passou e sua ausência começou a me preocupar. Onde estaria? Por que não me dava mais bom dia? Não havia sequer supostas respostas para tantas perguntas, visto nada conhecer sobre seu passado.
Ao fim da primeira semana de ausência, recebi uma caixinha azul-amarela com um cartão que trazia somente a seguinte mensagem: PARA VOCÊ. Dentro da caixinha uma chave identificada com uma etiqueta de número 402, o de seu apartamento. A curiosidade logo me moveu a correr à porta 402 e abri-la, contudo aquele era um limite nosso... como transpô-lo agora e sozinha? Não me contive e abri a porta.
Uma primavera me invadiu os olhos. Naquele apartamento, nada mais havia que um imenso e belo jardim. Flores de todas as espécies, sempre amarelas e, em alguns pequenos jarros, florzinhas vermelhas. Jamais imaginei o que veria ali. Até borboletas coloridas voavam, pousando aqui e acolá em alguma corola.
Ah! Nada era tão estonteante quanto os girassóis! Nem sei como sobreviviam com tão limitada visão do sol, porém acredito que o amor que a eles dedicava foi o que lhes fez viver.
Para onde ele foi? Por que me deixou sozinha e sem nenhuma explicação? Nenhuma resposta.
Todos os dias acordo bem cedo, colho uma flor amarela e ponho na minha soleira. Por volta das nove, toco a campainha da entrada de serviço do apartamento, e corro ansiosa para abrir a porta principal e receber mais uma flor amarela deixada por ele.

Um comentário:

paloma disse...

ah...
esse foi o primeiro...
dizem que o primeiro a gente nunca esquece né...
mas a mim, cada vez que releio
encontro mais significado entre as especies de flores e principalmente girassóis que sao plantados no apartamento do teu coração...
esse pra mim e o mais bonito...